Segundo a Psicologia Junguiana, a sombra é constituída por características psíquicas escuras, sendo rejeitada pelas qualidades inatas e reprimidas por normas e sociais e culturais, mesmo que expresse traços da nossa personalidade.


Na sombra ocultamos aquilo que não gostamos em nós, que considerámos ameaçador, vergonhoso ou inadequado, tal como certos valores e qualidades positivas que desconhecemos, reprimimos ou tememos expressar.


A sombra também nos traz mensagens do inconsciente que, através de sonhos e visões, relevam processos que operam abaixo do limiar da mente consciente.
Quando os conceitos culturais e os condicionamentos familiares e sociais, nos obrigam, de alguma forma, a negar e reprimir parte de nós mesmas, EXILAMOS AS SOMBRAS para o nosso inconsciente e não permitimos que elas floresçam como características conscientes da nossa identidade.


As sombras femininas contém características como a independência, assertividade, resiliência, sexualidade, tenacidade para vencer e poder mágico e pessoal são temidas pela cultura patriarcal, que pressionou as mulheres a desvalorizar, rejeitar ou negar estás qualidades. O condicionamento cultural e os preconceitos religiosos nos impuseram imagens falsas e negativas das características escuras do feminino.


Os aspectos distorcidos dos aspectos femininos, como Rainha má, Mulher decaída, Mãe terrível, Madrasta invejosa, bruxa desalmada, Sogra dominadora ou Velha feia perigosa, vivem na psique de todos nós, homens e mulheres, como pensamentos negativos, fobias, neuroses, obsessões e compulsões.


Estás sombras vivem no nosso interior com sentimentos de culpa, medo, vergonha, egoísmo, inveja, ciúme, raiva, agressividade, com emoções de fracasso, abandono, baixa auto estima e rejeição, criando assim disfunções, compulsões, dependências, imperfeições, violências e abusos.


A projeção é o “método” preferido da sombra para evitar que reconheçamos os medos e emoções negativas, e assim, acabamos por transferir para os outros. Por isso, a projeção é a causadora das dificuldades pessoais e interpessoais.

referencias bibliografias: Mirella Faur


- Quais são os teus medos!?


- o que te impede de seguir os teus sonhos?

 

Marta Pacheco

Guardiã de Círculos Femininos | Ginecologia Natural | Terapeuta Holistica e Psicoterapeuta